Um verdadeiro artista está-se completamente nas tintas para o público. O público não existe para ele.


um-verdadeiro-artista-á-se-completamente-nas-tintas-para-o-público-o-público-não-existe-para-ele
oscar fingall o'flahertie wills wildeumverdadeiroartistaestsecompletamentenastintasparapúblicopúbliconãoexisteeleum verdadeiroverdadeiro artistacompletamente nasnas tintastintas parapara oo públicoo públicopúblico nãonão existeexiste parapara eleum verdadeiro artistacompletamente nas tintasnas tintas paratintas para opara o públicoo público nãopúblico não existenão existe paraexiste para elecompletamente nas tintas paranas tintas para otintas para o públicoo público não existepúblico não existe paranão existe para elecompletamente nas tintas para onas tintas para o públicoo público não existe parapúblico não existe para ele

O verdadeiro artista não faz obras para o público; prefere fazer público para as suas obras.Um artista nunca pode ser absolutamente ele mesmo em público, pelo simples fato de estar em público. Pelo menos, ele precisa sempre de ter alguma forma de defesa.Um artista nunca pode ser absolutamente ele mesmo em público, pelo simples facto de estar em público. Pelo menos, ele precisa sempre de ter alguma forma de defesa.O público, o público, quantos tolos são precisos para fazer um público ?O pecado final de qualquer artista é o desprezo para o público.Aqueles que dizem que (televisão) dar ao público o que ele quer começar por subestimar o gosto do público, e acabam por debauching-lo.