Quem pratica uma boa acção, conquista um defensor; quem comete uma má acção, arranja um acusador.


quem-pratica-uma-boa-acção-conquista-um-defensor-quem-comete-uma-má-acção-arranja-um-acusador
textos judaicosquempraticaumaboaacãoconquistaumdefensorquemcometemarranjaacusadorquem praticapratica umauma boaboa acçãoconquista umum defensorquem cometecomete umauma mámá acçãoarranja umum acusadorquem pratica umapratica uma boauma boa acçãoconquista um defensorquem comete umacomete uma máuma má acçãoarranja um acusadorquem pratica uma boapratica uma boa acçãoquem comete uma mácomete uma má acçãoquem pratica uma boa acçãoquem comete uma má acção

É mister distinguir entre a acção obrigada, a acção ilícita, e a inacção. Sábio é quem vê a inacção na acção e a acção na inacção, e em harmonia permanece enquanto executa toda a acção.A boa ou má acção fica com quem a pratica: cada cereja pelo seu pé prendeQuem convive muito com crianças descobre que nenhuma acção externa sobre elas permanece sem uma acção recíproca.A má acção fica com quem a praticaQuem motiva uma boa acção é tão meritório como aquele que a praticou.O mundo é de quem não sente. A condição essencial para se ser um homem prático é a ausência de sensibilidade. A qualidade principal na prática da vida é aquela qualidade que conduz à acção, isto é, a...