Que fúteis cata-ventos nós somos!


que-fúteis-cata-ventos-nós-somos
emily jane brontefúteiscataventosnóssomosque fúteisnós somos

Somos tão fúteis que nos importamos mesmo com a opinião daqueles que não nos importam.Pesa-nos a autoridade, atrofia-nos a disciplina, seduz-nos o hiper-criticismo por motivos fúteis, parece-nos salutar entretenimento descartar homens e destruir governos.Nós somos verdadeiros, pedimos desculpa, nos divertimos, damos segundas oportunidades, nos abraçamos, perdoamos, rimos bem alto, somos pacientes, nos amamos, somos uma família!Na verdade, nós realmente não viver a menos que nós temos amigos que nos rodeiam como uma parede firme contra os ventos do mundo.Não podemos aguardar que os tempos se modifiquem e nós nos modifiquemos junto, por uma revolução que chegue e nos leve em sua marcha. Nós mesmos somos o futuro. Nós somos a revolução.Quando nos expressamos em amor, conectamo-nos à nossa energia de origem e é aí que nos lembramos de quem verdadeiramente somos e de que somos para sempre.