Para ser um personagem que sente uma profunda emoção, um deve ir para o cofre do memória e misturar em um triste memória da nossa própria vida.


para-ser-um-personagem-sente-uma-profunda-emoção-um-deve-ir-para-o-cofre-do-memória-e-misturar-em-um-triste-memória-da-nossa-própria-vida
paraserumpersonagemsenteumaprofundaemoãodeveirparacofredomemóriamisturaremtristedanossaprópriavidapara serser umum personagempersonagem queque sentesente umauma profundaprofunda emoçãoum devedeve irir parapara oo cofrecofre dodo memóriamemória ee misturarmisturar emem umum tristetriste memóriamemória dada nossanossa própriaprópria vidapara ser umser um personagemum personagem quepersonagem que senteque sente umasente uma profundauma profunda emoçãoum deve irdeve ir parair para opara o cofreo cofre docofre do memóriado memória ememória e misturare misturar emmisturar em umem um tristeum triste memóriatriste memória damemória da nossada nossa próprianossa própria vidapara ser um personagemser um personagem queum personagem que sentepersonagem que sente umaque sente uma profundasente uma profunda emoçãoum deve ir paradeve ir para oir para o cofrepara o cofre doo cofre do memóriacofre do memória edo memória e misturarmemória e misturar eme misturar em ummisturar em um tristeem um triste memóriaum triste memória datriste memória da nossamemória da nossa própriada nossa própria vidapara ser um personagem queser um personagem que senteum personagem que sente umapersonagem que sente uma profundaque sente uma profunda emoçãoum deve ir para odeve ir para o cofreir para o cofre dopara o cofre do memóriao cofre do memória ecofre do memória e misturardo memória e misturar emmemória e misturar em ume misturar em um tristemisturar em um triste memóriaem um triste memória daum triste memória da nossatriste memória da nossa própriamemória da nossa própria vida

Eu creio que para se fazer uma obra literária temos simplesmente que sonhar a nossa própria vida - um sonho onde a imaginação e a memória se confundam.Um quadro, as personagens de um filme ou de um livro, por mais fora do comum que sejam, foram gerados com base na leitura de elementos contidos na memória do seu autor. E a memória é um produto da nossa carga genética, do útero materno, do ambiente social, do meio educativo e das relações do nosso Eu com a própria mente.A história é a memória de um povo, e sem uma memória, o homem é rebaixado para os animais inferiores.A memória como uma maldição. Caímos na eternidade e a memória é um peso, continua a prender-nos em qualquer ponto para onde nunca poderemos voltar.Se uma eternidade é uma memória, e uma memória é uma eternidade. Por toda a eternidade Eu quero que você seja minha memória.A memória guardará o que valer a pena. A memória sabe de mim mais que eu; e ela não perde o que merece ser salvo.