O amor não é saudável, o amor não é razoável, o amor não é sensato. O amor é para ser aquilo que não tem razão, aquilo que não explicação, aquilo que te tira da tua mão.


o-amor-não-é-saudável-o-amor-não-é-razoável-o-amor-não-é-sensato-o-amor-é-para-ser-aquilo-não-tem-razão-aquilo-não-explicação-aquilo
pedro chagas freitasamornãosaudvelrazovelsensatoparaseraquilotemrazãoexplicaãotetiradatuamãoo amornão éé saudávelo amornão éé razoávelo amornão éé sensatoo amoré parapara serser aquiloaquilo queque nãonão temtem razãoaquilo queque nãonão explicaçãoaquilo queque tete tiratira dada tuatua mãoo amor nãoamor não énão é saudávelo amor nãoamor não énão é razoávelo amor nãoamor não énão é sensatoo amor éamor é paraé para serpara ser aquiloser aquilo queaquilo que nãoque não temnão tem razãoaquilo que nãoque não explicaçãoaquilo que teque te tirate tira datira da tuada tua mão

Não é amor que dói. É a paixão por aquilo que tão cegamente e tolamente aceitar como amor que dói. O verdadeiro amor nunca deve ter a doer.O verdadeiro amor não se conhece por aquilo que exige, mas por aquilo que oferece.Ninguém pode dar aquilo que não possui. Para dar amor, você deve ter o amor.O que não se tem, o que não se é, aquilo de que se carece, esses são os objectos do desejo e do amor.Sê incoerente. Porque a vida é incoerente. Porque se um dia acreditaste que o amor era para sempre e que a fidelidade era tudo o que fazia sentido noutro dia podes acreditar que o amor é aquilo que cada noite trouxer e que a fidelidade é aquilo que cada um quiser.Na amizade como no amor, somos muitas vezes mais felizes por aquilo que ignoramos, que por aquilo que sabemos.