Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, por sua origem ou ainda por sua religião. Para odiar, as pessoas precisam aprender, e se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar.


ninguém-nasce-odiando-outra-pessoa-pela-cor-de-sua-pele-por-sua-origem-ainda-por-sua-religião-para-odiar-as-pessoas-precisam-aprender-e-se-podem
ninguémnasceodiandooutrapessoapelacordesuapelepororigemaindareligiãoparaodiaraspessoasprecisamaprendersepodemaprenderserensinadasamarninguém nascenasce odiandoodiando outraoutra pessoapessoa pelapela corde suasua peleorigem ouou aindaainda porsua religiãopara odiaras pessoaspessoas precisamprecisam aprendere sese podempodem aprenderpodem serser ensinadasninguém nasce odiandonasce odiando outraodiando outra pessoaoutra pessoa pelapessoa pela corpela cor decor de suade sua pelepor sua origemsua origem ouorigem ou aindaou ainda porainda por suapor sua religiãoas pessoas precisampessoas precisam aprendere se podemse podem aprenderaprender a odiarpodem ser ensinadasensinadas a amar

Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, por sua origem ou ainda por sua religião. Para odiar, as pessoas precisam aprender e, se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar.Ninguém nasce a odiar outra pessoa devido à cor da sua pele, ao seu passado ou religião. As pessoas aprendem a odiar, e, se o podem fazer, também podem ser ensinadas a amar, porque o amor é mais natural no coração humano do que o seu oposto.Ninguém nasce odiando outra pessoa por causa da cor de sua pele, ou por sua origem ou sua religião.Odiar as pessoas por causa de sua cor é errada. E não importa qual a cor que faz o ódio. É simplesmente errado.A julgar alguém pela cor da sua pele é ignorante. Sua tez da pele não tem nada a ver com a sua moral, crenças ou inteligência.Você não pode odiar outras pessoas sem odiar a sua auto