Nada é, tudo se outra.


nada-é-tudo-se-outra
fernando pessoanadatudoseoutranada étudo sese outratudo se outra

Nada é indiferente àqueles a quem tudo é indiferente. Um gesto, uma cor, tudo os deleita e os detém até que outra minimidade a destrona. -Fernando Pessoa
nada-é-indiferente-àqueles-a-quem-tudo-é-indiferente-um-gesto-uma-cor-tudo-os-deleita-e-os-detém-até-outra-minimidade-a-destrona
Tudo que existe existe talvez porque outra coisa existe. Nada é, tudo coexiste: talvez assim seja certo. -Fernando Pessoa
tudo-existe-existe-talvez-porque-outra-coisa-existe-nada-é-tudo-coexiste-talvez-assim-seja-certo
O que é o homem na natureza ? Um nada em comparação com o infinito, um tudo em face do nada, um intermediário entre o nada e o tudo. -Blaise Pascal
o-é-o-homem-na-natureza-um-nada-em-comparação-com-o-infinito-um-tudo-em-face-do-nada-um-intermediário-entre-o-nada-e-o-tudo
É muito melhor para prometer nada e tentar dar tudo... que prometem tudo e não dar nada em tudo.
É-muito-melhor-para-prometer-nada-e-tentar-dar-tudo-prometem-tudo-e-não-dar-nada-em-tudo
Que é o homem dentro da natureza? Nada com respeito ao infinito. Tudo com respeito ao nada. Um intermédio entra o nada e o tudo. -Blaise Pascal
que-é-o-homem-dentro-da-natureza-nada-com-respeito-ao-infinito-tudo-com-respeito-ao-nada-um-intermédio-entra-o-nada-e-o-tudo
O que é o homem na natureza? Um nada em relação ao infinito, um tudo em relação ao nada, um ponto a meio entre nada e tudo. -Blaise Pascal
o-é-o-homem-na-natureza-um-nada-em-relação-ao-infinito-um-tudo-em-relação-ao-nada-um-ponto-a-meio-entre-nada-e-tudo