Há duas palavras que não se podem usar: uma é sempre, outra é nunca.


há-duas-palavras-não-se-podem-usar-uma-é-sempre-outra-é-nunca
josé de sousa saramagohduaspalavrasnãosepodemusarumasempreoutranuncahá duasduas palavraspalavras queque nãonão sese podempodem usaruma éé sempreoutra éé nuncahá duas palavrasduas palavras quepalavras que nãoque não senão se podemse podem usaruma é sempreoutra é nuncahá duas palavras queduas palavras que nãopalavras que não seque não se podemnão se podem usarhá duas palavras que nãoduas palavras que não sepalavras que não se podemque não se podem usar

Sempre e nunca são duas palavras que você deve sempre se lembrar de nunca usar.O mais valioso de todos os talentos é aquele de nunca usar duas palavras quando uma basta.Duas pessoas podem inclusive abraçar-se uma à outra, apertar as mãos com força, mas uma não consegue penetrar no inferno da outra, nem sequer compreendê-lo remotamente. É impossível.Duas pessoas ungidas pelo amor tornam-se uma sociedade. Juntas, dividem as tarefas e duplicam os resultados. Se uma cai a outra levanta; se uma fraqueja a outra renova as forças. São duas aves sob o mesmo céu, guarnecendo uma à outra, voando unidas rumo ao mesmo norte!Há duas palavras para cada coisa: uma engrandece-a, outra diminui-a.Nossas palavras são muito poderosas, sempre se certificar de que você usar as palavras certas, que incentiva as pessoas em vez de desanimador.