Entre o conhecimento do bem e do mal há uma grande diferença: o mal conhece-se quando se tem e o bem quando se teve; o mal, quando se padece, o bem, quando se perde.


entre-o-conhecimento-do-bem-e-do-mal-há-uma-grande-diferen-o-mal-conhece-se-quando-se-tem-e-o-bem-quando-se-teve-o-mal-quando-se-padece-o-bem-quando
antónio vieiraentreconhecimentodobemmalhumagrandediferenaconhecesequandosetemtevemalpadecebemperdeentre oo conhecimentoconhecimento dodo bembem ee dodo malmal háhá umauma grandegrande diferençao malquando sese temtem eo bembem quandoquando sese teveo malquando sese padeceo bemquando sese perdeentre o conhecimentoo conhecimento doconhecimento do bemdo bem ebem e doe do maldo mal hámal há umahá uma grandeuma grande diferençaquando se temse tem etem e oe o bemo bem quandobem quando sequando se tevequando se padecequando se perde

A primeira idéia que uma criança precisa ter é a da diferença entre bem e o mal. E a principal função do educador é cuidar para que ela não confunda o bem com a passividade e o mal com a atividade.O mal do amor dos filhos é que, quando corre mal, passa-nos como uma lâmina pelo coração e fá-lo em bifinhos. Quando corre bem faz-nos o coração em bifinhos também. A diferença está apenas no tempero.Quando pratico o bem, sinto-me bem; quando pratico o mal, sinto-me mal. Eis a minha religião.A mentira apenas é um vício quando faz mal; é uma grande virtude quando faz bem.Quando eu fazer o bem, me sinto bem. Quando eu faço o mau, eu me sinto mal. Essa é a minha religião.A julgar entre o bem ou mal, entre o bem e mal sucedidas levaria o olho de um Deus.