Embora não possamos experimentar a nossa vida como um presente sem fim, somos eternos aos olhos de Deus; isto é, em nossa realidade mais profunda.


embora-não-possamos-experimentar-a-nossa-vida-como-um-presente-sem-fim-somos-eternos-aos-olhos-de-deus-isto-é-em-nossa-realidade-profunda
cs lewisemboranãopossamosexperimentarnossavidacomoumpresentesemfimsomoseternosaosolhosdedeusistoemrealidadeprofundaembora nãonão possamospossamos experimentarnossa vidavida comocomo umum presentepresente semsem fimsomos eternoseternos aosaos olhosolhos dede deusisto éem nossanossa realidaderealidade maismais profundaembora não possamosnão possamos experimentarexperimentar a nossaa nossa vidanossa vida comovida como umcomo um presenteum presente sempresente sem fimsomos eternos aoseternos aos olhosaos olhos deolhos de deusem nossa realidadenossa realidade maisrealidade mais profundaembora não possamos experimentarpossamos experimentar a nossaexperimentar a nossa vidaa nossa vida comonossa vida como umvida como um presentecomo um presente semum presente sem fimsomos eternos aos olhoseternos aos olhos deaos olhos de deusem nossa realidade maisnossa realidade mais profundanão possamos experimentar a nossapossamos experimentar a nossa vidaexperimentar a nossa vida comoa nossa vida como umnossa vida como um presentevida como um presente semcomo um presente sem fimsomos eternos aos olhos deeternos aos olhos de deusem nossa realidade mais profunda

Se pensas que a Alegria emana, apenas ou principalmente, das relaçãµes humanas estás errado. Deus colocou tudo á nossa volta. Está presente no tudo e no nada que possamos experimentar.Não somos impulsionados pela realidade, mas sim por nossa percepção da realidadeConsiderar a nossa maior angústia como um incidente sem importância, não só na vida do universo, mas da nossa mesma alma, é o princípio da sabedoria.Não é o que somos que nos define, é o que fazemos para os outros que definem nossa personalidade, nossa imagem, a nossa alma.Embora possamos ser sábios do saber alheio, sensatos só poderíamos sê-lo graças à nossa própria sensatez.Quando nossa ausência não muda a vida de alguém .. Em seguida, aceitar a realidade de que a nossa presença não tem nenhum significado em sua vida.