A política é como o piano e a prostituição: é preciso começar de muito novo, caso contrário não se chega a nada.


a-política-é-como-o-piano-e-a-prostituição-é-preciso-começar-de-muito-novo-caso-contrário-não-se-chega-a-nada
rémy de gourmontpolíticacomopianoprostituiãoprecisocomeardemuitonovocasocontrrionãosecheganadapolítica éé comocomo oo pianopiano eé precisopreciso começarcomeçar dede muitomuito novocaso contráriocontrário nãonão sese chegaa política épolítica é comoé como ocomo o pianoo piano ee a prostituiçãoé preciso começarpreciso começar decomeçar de muitode muito novocaso contrário nãocontrário não senão se chegachega a nadaa política é comopolítica é como oé como o pianocomo o piano epiano e a prostituiçãoé preciso começar depreciso começar de muitocomeçar de muito novocaso contrário não secontrário não se chegase chega a nadaa política é como opolítica é como o pianoé como o piano eo piano e a prostituiçãoé preciso começar de muitopreciso começar de muito novocaso contrário não se cheganão se chega a nada

É preciso viver como se pensa, caso contrário se acabará por pensar como se tem vivido.Diligente como um deve estar na aprendizagem, é preciso ser tão diligente no esquecimento caso contrário, o processo é um dos pedantismo, não cultura.Na educação das crianças não há nada como sedutor o interesse e carinho; caso contrário, você só fazer tantos jumentos carregados com livrosO casamento é como uma longa viagem em um pequeno barco a remo: se um passageiro começar a balançar o barco, o outro terá que estabilizá-lo; caso contrário, os dois afundarão juntos.A dúvida não deve ser nada além da atenção, caso contrário pode tornar-se perigosa.O amanhã nunca chega, ontem é um adeus, e hoje é uma oportunidade para começar de novo.