A memória é muito caprichosa, fixa umas coisas e não fixa outras. Fixa uma coisa que aparentemente não vale nada e esquece uma coisa que é muito forte. O que retemos na memória é aquilo que o capricho dela reteve, não aquilo que a gente quis reter. Outras vezes há passagens de que a gente não gostaria de falar. Há sempre um segredo, cada um tem um segredo, qualquer coisa que não gosta de ver revelado.


a-memória-é-muito-caprichosa-fixa-umas-coisas-e-não-fixa-outras-fixa-uma-coisa-aparentemente-não-vale-nada-e-esquece-uma-coisa-é-muito-forte
manoel de oliveiramemóriamuitocaprichosafixaumascoisasnãooutrasfixaumacoisaaparentementevalenadaesqueceforteretemosnaaquilocaprichodelaretevegentequisreteroutrasvezeshpassagensdegostariafalarhsempreumsegredocadatemqualquergostaverreveladomemória éé muitomuito caprichosafixa umasumas coisascoisas ee nãonão fixafixa outrasfixa umauma coisacoisa queque aparentementeaparentemente nãonão valevale nadanada ee esqueceesquece umauma coisacoisa queé muitomuito forteque retemosretemos nana memóriamemória éé aquiloaquilo queo caprichocapricho deladela retevenão aquiloaquilo quegente quisquis reteroutras vezesvezes háhá passagenspassagens dede quegente nãonão gostariagostaria dede falarhá sempresempre umum segredocada umum temtem umum segredoqualquer coisacoisa queque nãonão gostagosta dede verver reveladoa memória émemória é muitoé muito caprichosafixa umas coisasumas coisas ecoisas e nãoe não fixanão fixa outrasfixa uma coisauma coisa quecoisa que aparentementeque aparentemente nãoaparentemente não valenão vale nadavale nada enada e esquecee esquece umaesquece uma coisauma coisa quecoisa que éque é muitoé muito forteo que retemosque retemos naretemos na memóriana memória émemória é aquiloé aquilo queaquilo que oque o caprichoo capricho delacapricho dela retevenão aquilo queque a gentea gente quisgente quis reteroutras vezes hávezes há passagenshá passagens depassagens de queque a gentea gente nãogente não gostarianão gostaria degostaria de falarhá sempre umsempre um segredocada um temum tem umtem um segredoqualquer coisa quecoisa que nãoque não gostanão gosta degosta de verde ver revelado

A gente tem uma mania incrível de conseguir ver o pior nas outras pessoas e o melhor na gente. Ou naquilo que a gente gosta. Como se para gostar de alguma coisa ela tivesse que ser perfeita, livre de falha etc. Você gosta de sua mãe e seu pai e eles já fizeram muita coisa errada na vida.Aquilo que está escrito no coração não necessita de agendas porque a gente não esquece. O que a memória ama fica eterno.Envelheces um dia por dia, cada dia a mais é um dia a menos. Eu sei que há isto e aquilo, há as outras pessoas e a grande quantidade de coisas que pensas que elas pensam, mas queres uma novidade? As outras pessoas estão-se lixando. Se fizeres aquilo que é imperativo que faças, a respiração das outras pessoas não se perturbará mais do que um nada invisível. Estás à espera de quê?O amor é uma coisa que depende da gente. Um objeto que a gente gosta e não quer que quebre. Tem que cuidar, limpar todo dia.Muitas coisas, não vale a pena dizê-las. E muita gente não merece que lhes digam outras coisas. Isto faz muito silêncio.Um especialista é um homem que sabe qualquer coisa de uma coisa e nada de todas as coisas. De uma coisa não se pode saber senão qualquer coisa, porque o conhecimento humano é limitado. E, para perceb...