A lembrança esquece. Mortos, inda morremos.


a-lembran-esquece-mortos-inda-morremos
ricardo reis(heterónimo de fernando pessoa)lembranaesquecemortosindamorremoslembrança esqueceinda morremosa lembrança esquece

Por mim, creio que estamos mortos há muito tempo: morremos no exacto momento em que deixamos de ser úteis.Atentai por uma alma que se esquece De si, porque em vós pôs sua lembrança, E tal que em nenhum tempo desfalece.Os outros. Não lhes abras a porta. E esquece, esquece. Têm o seu mundo de intrigas, estratégias, parceirismo, glórias fúteis, veneno. Sê tu apenas. Esquece.Mortos batalhas, como generais mortos, mantenha a mente militar em sua aderência e alemães mortos, nada menos do que outros povos, se preparar para a última guerra.Oh, como é bom na juventude, quando a esperança ainda é longa, e breves são o nosso passado doloroso e a lembrança das coisas passadas, mesmo se foram tristes e se a vida presente ainda é dolorosa como essa lembrança.Oh, como é bom / na juventude, quando a esperança / ainda é longa, e breves são o nosso passado doloroso / e a lembrança das coisas passadas, / mesmo se foram tristes e se a vida presente ainda é dolorosa como essa lembrança.