A felicidade não está em fazer o que a gente quer e sim em querer o que a gente faz.


a-felicidade-não-á-em-fazer-o-a-gente-quer-e-sim-em-querer-o-a-gente-faz
jean-paul sartrefelicidadenãoestemfazergentequersimquererfazfelicidade nãonão estáestá emem fazerfazer ogente querquer ee simsim emem quererquerer ogente faza felicidade nãofelicidade não estánão está emestá em fazerem fazer ofazer o queque a gentea gente quergente quer equer e sime sim emsim em quererem querer oquerer o queque a gentea gente faza felicidade não estáfelicidade não está emnão está em fazerestá em fazer oem fazer o queo que a genteque a gente quera gente quer egente quer e simquer e sim eme sim em querersim em querer oem querer o queo que a genteque a gente faza felicidade não está emfelicidade não está em fazernão está em fazer oestá em fazer o quefazer o que a genteo que a gente querque a gente quer ea gente quer e simgente quer e sim emquer e sim em querere sim em querer osim em querer o quequerer o que a genteo que a gente faz

Tem gente que sente o que a gente sente e passa isto docemente. Tem gente que vive como a gente vive, tem gente que fala e nos olha na face, tem gente que cala e nos faz olhar. Toda essa gente que convive com a gente, leva da gente o que a gente teme passa a ser gente dentro da gente. Um pedaço da gente em outro alguém.Meta, a gente busca. Caminho, a gente acha. Desafio, a gente enfrenta. Vida, a gente inventa. Saudade, a gente mata. Sonho, a gente realiza.O que a gente gosta, a gente guarda. Quem ama a gente, a gente cuida. E pro resto a gente mostra a língua.Todo caminho da gente é resvaloso.Mas também, cair não prejudica demaisA gente levanta, a gente sobe, a gente volta!O correr da vida embrulha tudo, a vida é assim:Esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa,Sossega e depois desinquieta.O que ela quer da gente é coragem.Ser capaz de ficar alegre e mais alegre no meio da alegria,E ainda maisE a gente canta, a gente dança , a gente não se cansa de ser criança; a gente brinca na nossa velha infânciaE a gente canta, a gente dança, a gente não se cansa de ser criança; a gente brinca na nossa velha infãncia